sábado, 11 de março de 2017

Saiuuuuuu o financiamento. Aleluia!!!!

Cof Cof, haja poeira nesse blog desatualizado!!! Helloo meu povo, Feliz Natal, Feliz Ano Novo, Feliz Carnaval (agora sim começou o ano do brasileiro), kkkkkk.

Nem acredito que estou escrevendo esta postagem, nossa, depois de 4 meses agonizantes finalmente fomos agraciados com uma ligação no dia 17 de fevereiro marcando para assinar o contrato, maaas, antes disso, vamos recapitular aos últimos fatos. No testamento que escrevi na última postagem (27/10), o final foi: 

"Então estamos nessa agonia, torcer para averbação ficar pronta logo (ligo lá todo dia kkk), o engenheiro dar o laudo aprovando e depois a Caixa liberar o financiamento... Assim que assinarmos o contrato na Caixa deverá ser o primeiro dia da obra porque depois de um mês o engenheiro vai lá de novo analisar se cumprimos a primeira etapa."

Aiai, eu tão inocente achando que seria simples assim, sqn.

No dia 28/10 o engenheiro da Caixa solicitou algumas alterações no cronograma "o valor do m² não estava dentro do manual da caixa", eu acho que isso poderia ter sido evitado se o nosso engenheiro fosse mais atento. No dia 31/10 mandamos as alterações solicitadas, aí em 03/11 o engenheiro da Caixa respondeu que "na última etapa do cronograma, previsto uma porcentagem de execução de 3,68; sendo que no COT da caixa a porcentagem mínima prevista é maior ou igual a 5%." Aff, outra desatenção do nosso engenheiro, mandamos consertado dia 07/11. Somente em 16/11 o engenheiro mandou o laudo aprovando, ufa.

A União Estável averbada no Registro de Imóvel ficou pronta em 27/10, já levei na Caixa para a moça conferir se iriam aceitar, pois a aprovação do financiamento é feita em outra cidade, então era melhor conferir se estava tudo certo para não atrasar mais ainda, indo e voltando de cidade. Porém até o dia 16/11 quando o engenheiro aprovou tudo a moça não tinha dado resposta, então o correspondente achou melhor mandar do jeito que estava mesmo (ledo engano, cena para os próximos capítulos).

A próxima etapa era fazer a avaliação de crédito, onde infelizmente fomos surpreendidos (apesar que esperávamos). Como meu noivo tem um apartamento financiado pela Caixa, a mesma descontou o valor da prestação no valor dos 30% da renda disponível, ou seja, a simulação que tínhamos feito nos dava um financiamento de 320 mil e o crédito efetivamente aprovado ficou com valor de 271 mil, bem menor! E mesmo com os 320 mil já teríamos que complementar com recurso próprio, imagina com 51 mil a menos, estamos de cabelos brancos! Mas não íamos alterar o projeto diminuindo a casa, aprovar na prefeitura e na caixa de novo, seria mais um custo e mais demora, não tinha volta e acabamos concordando com 271 mil mesmo. Teremos que inteirar aproximadamente 120 a 130 mil para a casa ficar pronta, isso num prazo de 14 meses que está no cronograma. 😱😱

Após confirmar o valor, o correspondente fez a papelada toda para Caixa, assinamos umas mil folhas e mandou a pasta para agência (e seja o que Deus quiser, kkkk). 22/11 fomos chamados para uma entrevista na agência, onde não falaram nada demais.

Quando achamos que a dor de cabeça estava no fim....aiaiai, não estava nem começado, agora começa o drama, kkkkk.

Dia 02/12, belo dia de sol, de férias bem curtindo uma praia em Natal, recebo um email do correspondente:
"Referente a restrição do que conta em nome do dono anterior do imóvel, a Caixa poderá autorizar o financiamento desde que se prove que as restrições não tenham vínculo imóvel, pois existe uma ação judicial da prefeitura no CNPJ da empresa.

Devem ser apresentadas uma declaração da prefeitura informando que não existem pendências de tributos referente a este imóvel e se possível conseguir na empresa também ao documento da empresa sobre esta ação judicial."

😱😱😱😡

Assim que voltamos de viagem (12/12) meu noivo correu atrás da documentação, na prefeitura e no fórum, e entregou ao correspondente em 17/12, onde ele nos informou para aguardar com bastante paciência resposta do setor jurídico da Caixa.

Aguardamos pacientemente até o dia 02/01, quando fui na Caixa olhar o motivo da demora. Depois de um empurra empurra de funcionário, "não é com fulano olha com beltrano", aff, conseguimos conversar com um mal educado que estava substituindo o funcionário a par do nosso caso, depois dele procurar uns papéis, bem mais ou menos, falou que o funcionário de férias não passou nada para ele, que não podia fazer nada, que teríamos que aguardar 10 dias o rapazinho voltar, vocês acreditam?????? Aí fiquei "sangue nos ói", falei "ué que absurdo esperar por um funcionário que saiu de férias e não passou nossa situação para outro, isso é um erro, manda uma mensagem para ele perguntando sobre nosso processo, ele tem que saber". Só sei que no dia 09/01, o estressadinho falou que recebeu o parecer jurídico sobre nossa demanda e solicitaram comprovante de quitação do IPTU dos últimos 5 anos do imóvel. De manhã recebi essa mensagem e já corri na prefeitura para agilizar e por incrível que pareça consegui a documentação necessária em 15 minutos, na hora já entreguei na caixa, até assustaram com a rapidez e falei consegui rápido para vocês mandarem rápido, kkkkk.

No dia 17/01 mandamos a certidão do imóvel atualizada (pela terceira vez, haja 💵💵), deram um prazo de 10 dias e mandaram nossa pasta para a outra cidade aprovar o financiamento. Esperei tranquila até dia 27/01, no dia 31/01 já estava encucada com a demora, fui na agência e o funcionário (voltou de férias e menos grosso que o outro, mas nada simpático), falou que acharam uma INCONSISTÊNCIA na escritura relativo a união estável, ele mesmo achou estranho essa resposta e mandou de volta falando que estava tudo certo e pediu para aguardar. Pessoal, nesse dia cheguei ao meu limite, quando eu achava que já estava tudo certo, já naquele espírito de começar a obra vem esse balde de água fria, assim que passei da porta giratória comecei a chorar, ali mesmo dentro da agência, não estava aguentando mais, quase 4 meses de espera agoniante. Assim que passou o desespero coloquei nas mãos de Deus e relaxei.

No dia 07/02 o funcionário me ligou falando que não estavam aceitando a certidão do imóvel pois ao averbarem a escritura de União Estável o cartório não incluiu meus dados como proprietária. Na hora fui no cartório (de tanto que íamos lá todos já nos conheciam), aí expliquei a situação para o funcionário que sempre nos atendeu com presteza, ele conversou com o dono do cartório e falou que desde quando foi averbada a União Estável eles deveriam ter incluído meus dados, reconheceram que o erro era deles e que iriam entregar corretamente no outro dia. Somente consegui pegar o documento correto dia 13/02 e levei na Caixa. O funcionário falou que mandaria via malote que era só aguardar, mas como sou para frente perguntei se ele não poderia responder por email (já que a solicitação foi por email) se esse documento estava de acordo com o que queriam, pois só para o documento ir era 3 dias para voltar também, então mandando o email às vezes adiantava. E com muito custo ele mandou o email e pediu para aguardar o retorno.

Esqueci de falar que desde quando demos entrada na Caixa eles passam o número da proposta para acompanhar o andamento pelo site. Eu entrava no site o dia inteiro, no meu serviço ficava com a página aberta e atualizava o tempo todo #ALoka.

Até que no dia 17/02, depois de 4 meses, atualizaram o nosso status para "Proposta Aprovada", nem acreditei, tive que atualizar umas 20 vezes para ver se não era erro. Na hora mandei uma mensagem para o correspondente e ele disse que tinha acabado de receber um email da Caixa marcando a assinatura do contrato para o dia 20/02, até respondi para ele "não estou acreditando 🙌🙌".

Depois de narrar isso tudo podem imaginar a alegria transbordando o meu ser, kkkkk.

Mas, por incrível que pareça, na hora de assinar é tanto detalhe tanta coisinha que fiquei tensa e nem curti o momento, meu noivo nem estava me reconhecendo. A gerente que estava nos atendendo muuuuito simpática conseguiu um super desconto, pois para assinar o contrato paga-se uma taxa no valor de 3% do financiamento, íamos pagar mais de 8 mil, só sei que ela conseguiu baixar para 5 mil. E mesmo assim não agradeci como deveria, estava muito tensa. Ainda mais que o dia que assinamos o contrato tinha que ser o primeiro dia de obra e como estava tudo enrolado deixamos o mestre de obra de lado para resolvermos essas pendências e fiquei com medo de até o dia 20/03 não alcançarmos o que estava previsto no primeiro mês do cronograma.

Mas no dia 17 quando foi confirmado que íamos assinar o contrato já informei ao mestre de obra que começaríamos a construção na outra semana, para ele já ir arrumando os trabalhadores. No dia 23/03, que conseguimos pegar o contrato com todas as assinaturas na caixa e levar no cartório para fazer a alienação do lote, deram o prazo até o dia 10/03. No mesmo dia 23 assinamos o contrato com o mestre de obra que nos disse que começaria a mexer no carnaval. Devemos completar mais ou menos a fundação que é o que consta no cronograma para recebermos a 1ª parcela do financiamento. Assim que recebermos dou mais detalhe.

Para você sobrevivente que leu isso tudo, te agraciarei com algumas fotinhas feitas nos primeiros dias, hehehe:

03/03/2017

03/03/2017

03/03/2017

03/03/2017

03/03/2017

03/03/2017
03/03/2017

03/03/2017

03/03/2017

03/03/2017

03/03/2017
Agora as fotos de hoje:

11/03/2017

11/03/2017

11/03/2017

11/03/2017

11/03/2017

11/03/2017

11/03/2017

Me perdoem se o texto ficou um pouco confuso, não sou muito boa para escrever, se tiverem dúvidas ou alguma sugestão podem ficar a vontade!

Bjus...

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Financiamento Caixa - Modalidade Construção

Oi pessoal!!! Ano passado quando decidimos mesmo construir, comecei a procurar lotes para comprar e já estava pesquisando sobre os tipos de financiamento. No primeiro momento iríamos fazer a modalidade: Aquisição de terreno e construção, mas com a graça de Deus conseguimos comprar o lote a vista por um preço muito bom em comparação aos outros do condomínio.

Para construirmos uma casa gigantesca dessa, acho que nem se trabalhássemos a vida toda íamos conseguir. Por isso fazer com recursos próprios era inviável, além de ficar anos construindo, na hora que acabássemos a casa o que começou primeiro já ia precisar de reforma, hehehe. Ao pesquisar mais sobre o financiamento de construção fiquei bem animada, pois não retiraríamos dinheiro das nossas reservas para a entrada sendo que o lote fica alienado pela Caixa, então ele serve como entrada. Mais um benefício é de só começar a pagar as parcelas do financiamento depois da casa finalizada, já com o habite-se, porém pagamos os juros antes.

Muita gente corre de financiamento pensando nos juros abusivos, mas esse da construção particularmente não acho abusivo, na minha simulação os juros são de 10% ao ano, menos de 1% ao mês, muito diferente do Construcard que a maioria utiliza.

Outra vantagem é possuir um cronograma do que será feito cada mês, eu que gosto das coisas organizadas acho isso uma coisa boa. É importante contratar uma mão de obra séria e especializada para não atrapalhar no cumprimento do cronograma já que a Caixa vai liberando o dinheiro a partir do cumprimento de cada etapa. Assim a cada etapa concluída é debitado na conta o valor estabelecido no cronograma. Portanto para a primeira etapa é necessário ter uma reserva para começar a obra, depois da conclusão a gente solicita a visita do engenheiro que confirma se foi feito e assim mês a mês. Um detalhe: a primeira etapa só é liberada depois de averbado na escritura do lote o contrato da Caixa e entregue na agência.

Pessoal, eu só sei disso tudo depois de ler bastaaaante na internet, conversar com a funcionária da Caixa que faz somente isso e passar por váááários correspondentes e cada um foi acrescentando informações. Por último, quando eu já achava que sabia de tudo procurei um correspondente que tinha costume de fazer essa modalidade-construção e recebi uma bomba!!! Falei com ele tudo que sabia e perguntei se estava tudo certo aí ele me disse que como eu e o meu digníssimo não somos casados o lote precisava estar no nome dos dois senão a Caixa iria barrar na hora de liberar o financiamento pra gente, que isso tinha acontecido há mais ou menos um mês atrás com um casal que ele estava fazendo o mesmo procedimento.

Depois de quase um ano todo arrumando a documentação e ainda estar errada...



Fiquei doida porque jurava que estava tudo certo e para alterar a escritura demora um tempão, além do que, na hora achei que teria que pagar tudo de novo (ficou mais de 7 mil), quase surtei. Aí liguei de novo (isso foi fim de setembro) para o correspondente  e perguntei como o casal que deu problema conseguiu resolver (pq só pra poder marcar o casamento tem o prazo mínimo de 30 dias, mais o tempo para averbar a escritura não ia sair esse ano, aff). Aí ele falou que eles fizeram um contrato de União Estável com a data anterior à compra do lote e averbaram na escritura do lote. E foi assim que a gente fez, no dia 03/10 fizemos a União Estável e no mesmo dia levamos no cartório de Registro de Imóveis para averbar (112 reais, mais barato que fazer nova escritura), deram o prazo 03/11 mas que podia ligar antes pra saber se está pronto.

Nesse meio tempo, assim que acabaram de tirar o barranco, juntamos toda a documentação e levamos no correspondente para já ir colocando no sistema e solicitar a visita do engenheiro da Caixa (400 conto só a visita) para ele fazer a vistoria do lote (ficaria faltando só averbar a escritura, mas o engenheiro nem ia reparar isso). No dia 20/10 o engenheiro nos ligou e falou que passaria lá à noite, fiquei tão nervosa, mas achei estranho como que de noite ele ia enxergar alguma coisa no lote, às 20:45h ele chegou tirou algumas fotos e não deu mais detalhes. Fiquei arrependida de não ter puxado assunto e perguntado mais coisas. O correspondente falou que o engenheiro tem 5 dias úteis para fazer o laudo (o prazo finaliza hoje).

Então estamos nessa agonia, torcer para averbação ficar pronta logo (ligo lá todo dia kkk), o engenheiro dar o laudo aprovando e depois a Caixa liberar o financiamento... Assim que assinarmos o contrato na Caixa deverá ser o primeiro dia da obra porque depois de um mês o engenheiro vai lá de novo analisar se cumprimos a primeira etapa.

Escrevi pouco né...


Bjus

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

A Novela do Barranco

Olá pessoal, nem acredito que finalmente estou escrevendo essa postagem, a retirada desse barranco foi realmente uma novela. No começo de Setembro, depois de muito cobrar do engenheiro e do arquiteto, nunca vi pessoas tão enroladas, conseguimos dar entrada do projeto no condomínio e na prefeitura (a prefeitura aprovou bem rápido). Porém, estávamos com mais pressa no condomínio para retirar o barranco o mais rápido possível, porque quando fôssemos dar entrada no financiamento da Caixa o barranco já devia ter sido retirado para evitar qualquer problema de liberação (o engenheiro da Caixa podia cismar de mandar a gente concretar tudo e teríamos que gastar bem mais. A terra no nosso lote é bem firme, tem quase 1 ano que compramos o lote e mesmo com várias chuvas, igual uma que deu em janeiro, não desceu nada de terra), então tudo está atrasando por causa desse bendito barranco.

Para retirar o barranco conversamos com os 2 vizinhos para os lotes ficarem mais harmônicos e não ficássemos com um buraco no meio, rsrs. Eles concordaram em retirar, mas um dos vizinhos só ficava discutindo com o condomínio a respeito de taxas e também não concordava com a empresa que ia retirar o barranco devido alto valor que iria ficar, aff (os 3 ficariam em 46 mil, sendo 20 mil só o nosso). Aí de tanto ele brigar no condomínio o síndico ficou de pirraça e falou que todos nós iríamos precisar da aprovação da prefeitura, sendo que o valor da taxa é altíssimo (4,60 por m³ e só o nosso seria 2409m³ de terra, ou seja, só de taxa ficaria aproximadamente 11 mil reais, um absurdo!!!). Procuramos o síndico e depois de várias conversas e uma reunião extraordinária no dia 30/09 eles finalmente decidiram deixar nós tirarmos tendo em vista que demos entrada com o projeto antes dessa mudança cobrando a taxa, ufa.

Abaixo está o projeto de retirada (a imagem está ruim, mas será: 10m de largura por 15m de altura, irão permanecer 9m de largura ocupando o lote, por causa do ângulo de inclinação):

E FINALMENTE no dia 05/10 começamos a retirada que durou 14 dias (demorou por causa de chuva e da quantidade de terra).



Acompanhem o processo:

Dia 05 às 13h, eles começaram 12h
Dia 05 às 13h, eles começaram 12h
Dia 05 às 13h, eles começaram 12h
Dia 05 às 13h, eles começaram 12h
Dia 05 às 17h
Dia 05 às 17h
Dia 05 às 17h
Escalamos a montanha
Escalamos a montanha
Escalamos a montanha
Escalamos a montanha
Dia 07 às 11h
Dia 07 às 11h
Dia 08 às 10h
Dia 08 às 10h
Dia 11 às 17h
Dia 11 às 17h, olha eu aí gente
Dia 15 às 09h
Dia 15 às 09h
Dia 19 às 17h, lindamente pronto e nivelado!!!
Dia 19 às 17h, lindamente pronto e nivelado!!!
Dia 19 às 17h, lindamente pronto e nivelado!!!
Dia 19 às 17h, Vista de baixo pra cima, nuuu, bora fazer uma escalada, kkkk
Dia 19 às 17h, vista lateral, está com uma barriga mas vai ficar direitinho depois quando for feito o muro
Dia 19 às 17h, vizinho
Dia 19 às 17h, dos fundos pra frente, lindamente pronto e nivelado!!!
Dia 19 às 17h, lote vizinho
Os lotes vão até a cerca, mas não tiramos tudo pois tem uma caída de água no primeiro patamar do talude, iremos fazer escada hidráulica nos dois extremos do lote, fazer um muro de arrimo de aproximadamente 3m e plantar grama amendoim em todo barranco que sobrou.

Ah!!! Depois de tanto escrever estava esquecendo o principal, no meio da retirada, o meu digníssimo cismou que queria desistir de tudo porque a casa ia ficar muito grande e a gente só terá 7m sobrando no fundo, quase fiquei doida, mas a culpa foi dele que queria um espaço na lateral da casa que passasse um carro então tivemos que fazer a casa mais estreita e comprida. Mas depois de acabar achou que o espaço está até bom, ele estava com medo da casa ficar muito perto do barranco. 

Sei que o barranco no fundo é bem feio mas vamos nos esforçar com o paisagismo para camuflá-lo o máximo possível, não será de imediato pois não está no cronograma da Caixa, ou seja, só Deus...

O próximo passo é juntar os documentos para dar entrada na Caixa, já estamos com outro pepino, mas deixamos para próxima postagem, um pepino de cada vez, kkkk.

Acabei essa postagem às 3h, ou seja, comenteeeem, hehehe!!!


Bju

domingo, 28 de agosto de 2016

Planta Baixa

Olá pessoal, finalmente venho trazer a planta para vocês!!! Estou tão animada e apaixonada por tudo!

Gente não me zoam, kkk, mas em Dezembro assim que a gente comprou o lote comecei a fazer desenhos de como queria mais ou menos a casa, depois vou colocar a evolução do meu desenho, quando entreguei para o arquiteto o meu último desenho foi mais ou menos o que está agora no projeto, por isso fico bem chateada pela demora. Eu não cheguei para ele e falei: "quero uma casa com X quartos, X vaga na garagem, X banheiro e se vira". Eu cheguei com a ideia fixa que queria aquilo, tinha até as medidas que queria e mesmo assim ele demorou 4 meses, mas não vou estressar agora.

No programa que fiz não tinha escada em curva, kkkkkkk, fico só rindo

Acho melhor vocês fazerem o download da imagem para ver as medidas direito. Na postagem em que estava na dúvida qual seria a escada (outro motivo do atraso do projeto) agora ficou decidido, será a escada em curva que sempre sonhei, só que ela não é uma curva muito fechada, é mais suave.

Planta Baixa Superior

A planta superior ficou com 157,62m², muuuuuito mais do que eu imaginava pois iríamos fazer a casa sem a área gourmet, mas decidimos fazer de uma vez já que vamos financiar, onde teve um aumento de quase 40m², só de varanda. Como podem perceber só fiz uma suíte, sei que posso me arrepender no futuro mas aumentaria muito o custo da obra, e já vamos ter mais gastos pelo tamanho da casa que ficou maior do que eu esperava, então tive que cortar um banheiro de um quarto.
 
Planta Baixa Térreo


O térreo tem 205,49m², enoooorme (haja money, aff), no total 363m² (vixi) mas as casas lá no condomínio são na média de 350 a 400m², então achei que a nossa não vai ficar desproporcional. Esse quarto no térreo será de hóspedes e pensei também se um dia tivermos que cuidar de uma pessoa que não pode subir escada, ele também irá servir. A disposição dos móveis não está o que realmente vai ser, mas como ainda não mudamos para Caratinga só encontramos com o arquiteto para resolver coisas de extrema necessidade mesmo.

Finalizando a postagem seguem as imagens em 3D que temos, não é das melhores mas serve, hehehe. 

Nessa porta em frente a mesa de jantar iremos fazer um lindo pergolado. 

Ele esqueceu de colocar a churrasqueira. Quero aquela de inox e vidro.

Então é isso, me contem o que acharam!!!!

Bjus